quarta-feira, 20 de junho de 2012

Como alinhar propósitos, objetivos, alvos e planejamento

  “Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei (PROPÓSITO), para que vades e deis fruto (OBJETIVO), e o vosso fruto permaneça (META), a fim de que tudo quanto em meu nome pedirdes ao Pai ele vos conceda” João 15:16
    
    Estamos potencializados por Deus em Cristo para sermos frutíferos, todavia infelizmente temos de admitir a triste realidade de que a maioria de nós tem sido infrutífera. O que era  regra na igreja primitiva (testemunhar) hoje tem sido a exceção. Poderíamos refletir sobre as muitas razões de o porquê de nossa apatia em  relação à  prioritária missão de evangelizar o mundo, porém  quero refletir com você em apenas uma: temos tido dificuldade em compreender o propósito de nossa vida; em estabelecer objetivos claros concernentes  a esses propósitos; em transformar esses objetivos em alvos, bem como  planejar e executar esse plano para que esses alvos sejam  atingidos.

    É como se você perguntasse ao fogo: qual é o seu alvo? E ele respondesse: queimar 100 gramas de uma pepita de ouro nesses quinze minutos; e qual o seu objetivo?  Separar as impurezas purificando esse ouro; e qual é o seu propósito? Queimar, pois eu sou fogo e minha natureza e essência é queimar. 

    As metas são como passos de uma longa caminhada.  Por exemplo, se quero ganhar uma medalha olímpica sei que preciso nadar num clube, participar dos torneios, atingir o índice olímpico e finalmente disputar as olimpíadas. Isso tudo vai mudar minha rotina, minha alimentação e meus hábitos.

    O texto acima constitui o decreto estabelecido para esse ano de 2007. Foi com base nele que assumimos um propósito com Deus (frutificar), com um objetivo (levar pessoas a Jesus), transformando-o numa  meta (no mínimo uma pessoa  até o final deste ano). E, hoje, gostaria de dar algumas sugestões para ajudar você a  atingir  o alvo.

    Faça uma lista de pessoas priorizando as mais receptivas ao evangelho. Comece a interceder e se possível jejue em favor da conversão delas. Marque um encontro amistoso para reforçar essas amizades. Surgindo oportunidade, dê o seu testemunho e apresente o plano de salvação. Convide-as para participar de uma célula, de um culto de preferência os evangelísticos. Participe das vigílias de oração que antecedem os cultos evangelísticos e da distribuição dos convites e panfletos nas imediações da igreja. Assuma a responsabilidade de ajudar o novo crente na sua consolidação.

    Quando, no processo de planejamento,  dividirmos um alvo maior em alguns alvos menores, obteremos maior êxito. Por exemplo: faltam oito meses para que ano se finde e se você estabelecer alvos por etapa, considerando um tempo para alistar pessoas, um tempo para interceder por elas e um tempo para abordá-las, antes que o ano se finde você já estará consolidando o seu fruto.
           
    Que seus propósitos, objetivos e metas sejam estabelecidos em Deus, para a glória de Deus, alegria e felicidade do seu coração “...a fim de que tudo quanto em meu nome pedirdes ao Pai ele vos conceda” João 15:16

Nenhum comentário:

Postar um comentário